quarta-feira, 21 de março de 2018

EWÉ ỌGBỌ́

Material organizado por Thonny Hawany



Ọgbọ́ é uma planta de origem africana, trazida para o Brasil pelos nagôs. Atualmente, é possível encontrá-la disseminada em pequenas florestas, jardins públicos e também cultivada em terreiros de Candomblé para fins ritualísticos.

A folha ewé ọgbọ́ é utilizada na iniciação de todos os òrìsa(s), sem exceção. É uma folha poderosa na catalisação de boas energias. Ọgbọ́ é utilizada nos banhos (omi ẹ̣̀ = água que acalma). Associada a outras plantas, não menos importantes, ọgbọ́ pode influenciar, sobremaneira, na consciência mediúnica dos noviciados do Candomblé.

Nas lições dos mais velhos, conta-se que ọgbọ́ foi a primeira folha liberada por Òsányìn para ser utilizada por Òṣóòsì nos seus ritos sagrados. Ewé ọgbọ́ é companheira de Ìrókò, é uma pequena trepadeira que vive abraçada ao tronco da grande árvore.

Ìrókò foi a primeira árvore plantada e ọgbọ́ a primeira folha a ser usada por permissão de Òsányìn, assim sendo, ewé Ìrókò e ewé ọgbọ́ são as duas primeiras folhas cantadas em todos os rituais, salvo as exceções consignadas nos dogmas de cada ẹ̀gbẹ (sociedade, grupo ou família).
    
Nome em yorùbá: ewé ọgbọ́
Nomes populares: rama-de-leite, cipó-de-leite, folha-de-leite, orelha-de-macaco.
Nome científico: periploca nigrescens afzel asclepiadaceae, parquetina nigrescens afzel bullock.
Òrìsà(s) associados: Òṣóòsì, Òsányìn, Ìyámí
Elemento associado: terra
Gênero: masculino
Significado sagrado: fazer ouvir

Em tempo: A folha de ọgbọ́ está intimamente liga aos rituais das mães ancestrais, mas sobre isso, falaremos, em outra oportunidade, quando falaremos das nossas ìyá-èlèyé.

Algumas canticgas (orin):
Ọgbọ́ kíní kíní olè
Ọgbọ́ kíní kíní  mo ọ̣
Ọgbó báru fàru làbà
Bàbá báru fàru awo
Ọgbọ́ cuidadosamente sobre a casa.
Ọgbọ́ cuidadosamente sobre a cidade de Oyó.
Ọgbọ́ conduz a carga revivendo a disputa
Pai que conduz e revive o mistério.
Òrìṣà e rè ewé re
Ewè ọgbọ́ ta ewè ṣè
Ewè ọgbọ́ ta ewa ò
Ewè ọgbọ́ ta ewè ṣè
O Orixá se alimenta, a folha cai.
Ọgbọ́ se esparrama, a folha agi.
Ọgbọ́ se esparrama, graciosamente.
Ọgbọ́ se esparrama, a folha agi.
Ewé ogbó Iroko
Ewé gbogbo orisá
Ewé ogbó Iroko
Babá Ewé gbogbo orisá
A folha de ọgbọ́ abraça o Ìrókò.
Ọgbọ́ é folha de todos os orixás.
Folha que se enrosca no Ìrókò,
Pai, ọgbọ́ é folha de todos os orixás.

Funções fitoterápicas:
Em conformidade com Verger (1995), na cultura iorubana, ọgbọ́ possui princípios fitoterápicos capazes de curar a diabetes; no entanto, não encontramos nenhuma outra literatura médica que mostrasse resultados de pesquisas que comprovassem as funções indicadas em Verger.

Referências:
BARROS, José Flávio Pessoa de e NAPOLEÃO. Ewé òrìṣà: uso litúrgico e terapêutico dos vegetais nas casas de candomblé jeje-nagô. 5.ed., Rio de Jeneiro: Bertrand Brasil, 2011.
VERGER, Pierre Fatumbi. Ewe: o uso das plantas na sociedade ioruba. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

Nenhum comentário:

Postar um comentário